Pancho Guedes

Amâncio d'Alpoim de Miranda Guedes

«Pancho Guedes (n.1925), arquitecto, pintor, escultor, coleccionador, mecenas, desempenhou durante os anos em que viveu em Moçambique um importante papel cultural: pelo seu próprio trabalho, que juntou diversos mundos, pelo papel mediador que desempenhou entre artistas, de todas as tradições, e um público mais vasto, local e internacionalmente, e o mundo artístico a que na época teve acesso. Este papel, realizado entre o centro e as margens, objecto de opiniões controversas, marcou profundamente a história de arte moçambicana. (...)

Através dos interesses pessoais e contactos de Pancho Guedes nos meios culturais da região e internacionalmente, abriam-se múltiplas oportunidades. Luís Bernardo Honwana refere essa faceta do arquitecto e reconhece o apoio que recebeu na publicação do livro de contos Nós Matámos o Cão Tinhoso. O livro foi ilustrado com desenhos de Bertina Lopes, para quem, na época, os temas de natureza social apareciam como centrais no seu trabalho. Bertina entendia eu tinha, como pintora, responsabilidade na transformação do clima social que se vivia. Para Pancho Guedes, os seus desenhos situavam-se no mesmo espírito dos contos de Honwana.»1

1 COSTA, Alda, “Revisitando os anos em que Pancho Guedes viveu em Moçambique: as artes e os artistas”, In: As Áfricas de Pancho Guedes. Colecção de Dori e Amândio Guedes. Lisboa, Lem, Câmara Municipal, 2010.

Bibliografia

revisar http://www.buala.org/en/to-read/revisiting-the-years-when-pancho-guedes-lived-in-mozambique-the-arts-and-the-artists

COSTA, Alda, co-aut, As Áfricas de Pancho Guedes. Colecção de Dori e Amândio Guedes. Lisboa, Lem, Câmara Municipal, 2010. (Obra publicada por ocasião da exposição patente no Mercado de Santa Clara, Lisboa, de 17 de Dez. de 2010 a 8 de Março de 2011)

Disruptiva’s diagram, as well as the selected materials contained in its archive, is published under the following Creative Commons licence: Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported. The materials contained in the archive consist of excerpts and quotations that remain the copyright of their respective authors.